A Real Usabilidade de Blogs e Redes Sociais.

31 07 2009

Olá pessoal tudo joia?

Neste post de Tecnologia resolvemos falar sobre a usabilidade e a praticidade que as ferramentas online oferecem para as pessoas e as empresas proporcionando um melhor relacionamento e maior interação entre eles. Para isso, aproveitamos alguns vídeos feitos pela Endeavor através da série de eventos Bota Pra Fazer Debates, onde este era o tema principal.

Hoje o foco será mais audiovisual, afinal não adianta transcrever apenas em palavras os ensinamentos que esse pessoal tem para oferecer.

Assunto da Sessão de Vídeos do Dia é: Blogs e Midias Sociais por Marcelo Tas e Ricardo Cavallini

Abraços e afagos





Tranformando sua casa em Igreja. É possível?

1 07 2009

Olá pessoal tudo joia?

Muitas pessoas dizem que não precisa de religião para ter e cultivar a fé, bem como para estar, conversar e conviver com o “Papai do Céu”. Até aí, tudo bem. Mas quando há pessoas que fazem da sua casa a extensão L-I-T-E-R-A-L do Igreja, Templo (ou algo do tipo)?

Foi isso que aconteceu em Northumberland (um condado – estado –  situado ao norte da Inglaterra). Um casal teve a idéia de adquirir uma igreja antiga nesta região e restaurá-la para fazer dela sua moradia. Veja bem, dissemos Restauração e não Reforma (que ficaria beem mais barato). Achamos essa história tão diferente que resolvi postá-la aqui (para ver post original clique aqui)

Duvida? Veja as fotos e tire suas conclusões.

Abraços e afagos





Bons Cases na Web 2.0: Camiseteria e Fábio Seixas

30 06 2009

Olá pessoal tudo jóia?

Como acreditamos que cases de negócios de sucesso pode fazer a diferença tanto para empresários, empreendedores, mas também para pessoas em geral que buscam mudar, modificar, criar as suas realidadese o contexto em que está.

Por isso estamos criando a Série Bons Cases – Exemplos para Você Também Fazer a Sua Diferença. A intenção não é apenas apresentar cases clássicos, empresários famosos e coisas do tipo, mas trazer cases diversos, alguns não tão conhecidos do grande público, mas que tem na sua essência pessoas que visualizaram oportunidades no seu contexto e empreeenderam, criando novas realidades.

Para entender um pouco o próposito desta série, vamos ao nosso primeiro exemplo: Camiseteria e Fábio Seixas. Para quem acompanha este blog, sabe que temos uma admiração por este empreendedor nato e uma das justificativas desta admiração você vai conhecer aqui. [Sugerimos, de novo, acessar o Blog dele. Vale Super a pena]

Já começamos apresentando um vídeo onde o próprio fundador da empresa apresenta de forma bem prática o que é Camiseteria e para que ela veio (vídeo que já vem com Bônus, pois conta com a participação do jovem empreeendedor Marco Gomes da Boo-box)

[Estamos com problemas para inserir o vídeo, por isso veja pelo link]

O Camiseteria.com é um case muito difundido pela sua atuação online, onde as redes sociais e a web 2.0 são elementos básicos da gestão da empresa. Isso porque, como viram no video, todo o processo de criação, escolha, produção e venda das camisetas tem como elemento chave e diferencial: o cliente não apenas como algo presente no fim do processo, mas como membro ativo do mesmo.

São eles que criam as estampas, que definem as que serão produzidas, que ganham prêmios pela participação, que são modelos na divulgação das camisetas e estimulam outras pessoas a participar do processo.

Blog Camiseteria

Blog Camiseteria

Isso justifica o fato de ser o Blog Corporativo mais acessado do país, Twitter ativo que responde dúvidas, críticas  e sugestões, além de mostrar as promoções do site, muitas vezes exclusivas.

Se por acaso você já ouviu falar em gestões de negócio que mantêm o foco no cliente, nos detalhes, e naVivência dos clientes – mas nunca tinha visualizado uma empresa assim-  faremos 2 sugestões:

  • Visite o site da Camiseteria e tenha a experiência de comprar uma Camiseta, ou
  • Veja o post de Diogo Azevedo, que como nós, resolveu postar espontaenamente sobre a empresa e também sobre a sua experiência ao comprar uma camiseta lá.

Você verá que gestão de negócios como estas é muito mais simples do que se imagina, e pode fazer muita diferença.

Abraços e afagos





Lifestreaming: Afinal web é feito por pessoas.

28 06 2009

Olá pessoal tudo joia?

web20people

A imagem acima reforça um conceito base muito difundindo na Internet, porém que ainda não foi assimilado por ela:

A Internet é feita por pessoas e não por computadores.

Apesar de ser uma frase simples e de fácil compreensão, ainda há pessoas que acreditam que esta rede mundial é formada por números, rankings, scripts, formatos ou algo do tipo.

Lendo engano. Cada site, blog, rede social, plataforma, software, é feito antes de qualquer coisa, por PESSOAS. São as Pessoas que resolveram criar blogs, que resolveram criar perfis e manter os mesmos em redes sociais, são pessoas que postam aquilo que, por algum motivo acharam relevante divulgar. São Pessoas que perceberam alguma necessidade demanda por outras Pessoas e assim criaram plataformas, softwares e tudo mais.

Baseado nesta premissa básica e também no fato que uma mesma pessoa, principalmente aquelas que possuem vários conteúdos dispersos na rede, foi criado uma novaforma de reunir tudo isso. Afinal, haja Feeds e assinaturas de newsletters – além da busca básica pela net – para encontrar tudo que uma pessoa possui na Internet.

Para resolver esta questão básica é que o conceito de Lifestreaming faz tanto sentido. Lifestreaming refere-se “à atividade de concentrar todo o fluxo de conteúdo produzido por uma pessoa em um único lugar – posts em blogs, atualizações em redes sociais, publicação de fotos etc.” (via Tiago Dória Blog)

Opções para reunir o conteúdo de uma pessoa estão em crescimento na rede. Redes como Facebook, Tumblr, Friendfeed, entre outros já buscam criar, reforçar e progredir neste conceito dentro dos seus sites. Para encontrar outras opções de lifestreaming, veja  neste Blog (em inglês, mas super simples de entender e ver as tais opções).

Veja abaixo dois exemplos de Lifestreaming – O primeiro do próprio Tiago Dória e o outro é do Wagner Martins (Mr.Manson – do Blog Cocadaboa e sócio da agência de Marketing de Guerrilha Espalhe). Pessoas que acreditamos valer a pena conhecer o que estão produzindo na web.

Lifestreaming Tiago Dória no Tumblr

Lifestreaming Tiago Dória no Tumblr

Lifestreaming do Mr.Manson no Yahoo!Pipes (MIstureba do Manson)

Lifestreaming do Mr.Manson no Yahoo!Pipes (Mistureba do Manson)

Entre na onda e faça o seu Lifestreaming também. Não esqueça de nos mandar,ok?

Abraços e afagos





Networking: E como anda o seu?

23 06 2009

Olá pessoal tudo joia?

Atualmente a maioria dos profissionais já sabem – ou pelo menos tem uma boa noção – que não é apenas de competências técnicas e profissionais vive uma carreira. Ela vai além, e um dos fatores de grande relevância, onde a comunicação tem se tornado não apenas um meio mas até um fim para que certas estratégias, ações aconteçam, é o conhecido networking.

Alguns ainda co-relacionam a outro famoso e de certa forma negativo, termo QI (Quem Indica), mas acredito que todos já sabem que ter uma boa rede de contatos, conseguir conversar e estar em diferentes rodas de assuntos, é um diferencial para a carreira de qualquer pessoa.

NetworkingO famoso QI deve ser(ou deveria)  – simplesmente – resultado de um bom Networking, pois pessoas só indicam umas às outras, desde que tenham alguma referência a respeito – o que pode ser facilmente apresentado através das redes de contatos.

Engana-se porém, as pessoas que acreditam que apenas a troca de cartão de visita é suficiente para se ter e principalmente manter uma rede de contatos. O diferencial está justamente em mantê-lo, em fazer que aquele cartão seja apenas um lembrete da pessoa e do profissional que você conheceu em determinado momento, mas que as conversas, as trocas de experiências profissionais e o convívio que foram além do cartão.

O amigo do amigo

É muito comum por exemplo, em eventos corporativos, encontros de negócios ou de uma mesma área, conhecer uma pessoa que tem um amigo que estava buscando alguém justamente com o seu perfil?

Mas também não custa lembrar, que não se deve (como costuma-se dizer) “abusar da boa vontade alheia” e já se apresentar com a cara estampando as suas 2ªs, 3ªs e 4ªs intenções logo após o “oi tudo bem.” Muito menos disparar cartões de visitas para todo ser que aparece na sua frente em um evento.

Muito melhor que atitudes como estas, é ser lembrado por ter sido a pessoa que auxiliou outra dando aquela idéia para um problemão que está na sua empresa, ou que conseguiu te apresentar coisas da sua área que você nem tinha noção. É isso que faz a diferença, que faz com que seus contatos sejam além disso, possibilidades de Oportunidades.

Abraços e afagos





Ampliando a sua visão sustentável

29 05 2009

Olá pessoal, tudo jóia?

Aproveitando que iniciamos a semana falando de sustentabilidade na comunicação, fui pesquisar a respeito do assunto também na área de business e carreira. Exemplos de empresas que se voltam (ou que estão se voltando) para este assunto estão crescendo progressivamente, pois o que era anteriormente um diferencial, agora ela se tornou essencial.

E não estamos falando Apenas no quesito “verde”, ecológico da coisa… Sustentabilidade vai muito além disso.

Atualmente criou-se um tripé base para que uma empresa, pessoas e projetos possa se denominar sustentável, também chamado de triple bottom linepeople, planet and profit (pessoas, planeta e lucro – em português), ou para ser mais claro, como está a atuação da empresa/projeto/pessoa em termos sociais, ambientais e econômicos. E justamente por ser um assunto complexo e vasto, busquei exemplos de empresas/projetos que  possibilitam visualizar de maneiras diferentes este tripé.

O primeiro projeto que me chamou muita a atenção respeito chama-se Coletivu – é uma rede social cujo objetivo é criar e organizar caronas. Simples assim.

Assim como em outros projetos e em outras empresas, o tripé se apresenta interrelacionados e interdependentes, pois através das pessoas, o Coletivu cria os grupos de interesse (trabalho, eventos, viagens) onde encontramos outras pessoas  que fazem (ou irão fazer) o mesmo percurso que você e estão com o carro vazio.

Através dessa rede social de carona, temos aquela famosa equação em prol docoletivu planeta: menos carro nas ruas = menos uso de combustível = menos poluição = maior cuidado com o meio ambiente, e também o fato de ser algo puramente online  que economiza toda aquela “mão de obra” de processos e materiais para organizar este objetivo. O lucro – que é algo fundamental para qualquer empresa/projeto Literalmente se sustentar – vem das parcerias com empresas e também com o custo que é cobrado para grupos acima de 50 pessoas. Apesar da idéia não estar muito difundida no Brasil, em outros países este sistema já funciona.

Atrelado a este tripé, temos um outro trio de desafios que segundo especialistas, se torna essencial para que a sustentabilidade se torne a diferença numa empresa. São eles:

– Engajar os stakeholders
– Transformar em valor agregado
– Buscar isso na cadeia produtiva em que você está inserido

Para entender estes desafios e seu uso na prática, apresento-lhes o case mais clássico: Banco Real.

Da mesma forma que ocorre no outro tripé, neste também temos os itens se co-relacionando, pois é através do engajamento dos stakeholders (que são todos os públicos envolvidos e afetados pela empresa) – que o Banco Real (por exemplo) pode solicitar e até exigir critérios sustentáveis nas suas parcerias e nas suas relações B2B (business – to – business) dentro da sua cadeia produtiva (vide imagem abaixo).  E disso, o Banco é bem conhecido – se existe algum membro da cadeia produtiva que não pratica a sustentabilidade de forma criteriosa, tem grandes possibilidade de não ter o banco como cliente/parceiro.

Relação sustentavel Banco Real

O último desafio vem como consequência da atuação eficaz dos outros desafios, e comprova que esta co-relaçãoexiste e precisa estar naessência das empresas, como podemos ver na definição abaixo:

“Marca significa uma cultura e dinâmica de relações entre empresa/produto e a sua comunidade, que cria valor para todos os integrantes do ecossistema.”

Espero que este post tenha contribuído de alguma forma para seu conhecimento e que também, lhe proporcione atuações diferenciadas e sustentáveis no seu meio a partir de agora.

Beijos e afagos

[Fonte: ResultON, Slides e detalhes case Banco Real de Maria Camila Giannella – Thymus no ResultsON Day]